Toda criança é solicitada a conseguir, no processo educativo, a maturidade como ser responsável e livre. Sendo assim, a prática pedagógica da Educação Infantil do Colégio Montessori é organizada de maneira que garanta a criança oportunidade para que a mesma seja capaz de expressar seus desejos, sentimentos, familiarizando-se com a própria imagem, conhecendo seus limites, executando ações relacionadas à: saúde e higiene, brincar, socializar e interagir com outras crianças e professores, identificando seus limites e possibilidades, valorizando ações de solidariedade e cooperação, respeitando regras básicas de convívio social.

A nossa Educação Infantil oferece aos seus filhos, estímulos adequados para o desenvolvimento dos aspectos físicos, intelectuais, afetivos, sendo estas prioridades no processo de ensino-aprendizagem.  Aqui, no Colégio Montessori, as nossas crianças aprendem a fazer, fazendo!

Ao longo de mais de 31 anos de Trajetória de Sucesso, a nossa Educação Infantil hoje, possui um caráter formador, aprimorando valores e atitudes que são praticadas no dia a dia de nossos pequenos, priorizando as crianças  o desenvolvimento da imaginação, do raciocínio e da linguagem.

Os profissionais que fazem parte da nossa Equipe (Direção, Coordenação Pedagógica, Professores, Psicóloga, Apoio...) são altamente qualificados para atender a nossa faixa etária que atende de (02 a 05 anos) de idade, onde o mais importante para os mesmos é criar um ambiente acolhedor, seguro e de confiança para as Crianças e Famílias, através de ludicidade.

Coordenadora
Cintia Kelly de Sá Santos
Pedagoga e pós-graduada em Pedagogia Empresarial pela UNEB com Habilitação em Administração e Coordenação de Projetos Pedagógicos, trabalha no Colégio Montessori há 11 anos, onde exerceu a função de aux. administrativa, secretária, orientadora educacional (Fundamental I, II e Ensino Médio), e, atualmente, é Coordenadora da Educação Infantil.
E-mail: cintia@colegiomontessori.com.br
Ramal: 238
Art.121 – A avaliação atribui valores ao aprendizado das crianças como uma ferramenta que propicia a coleta de informações que sinalizará a necessidade de intervenção, orientações pedagógicas e psicológicas às crianças e suas famílias, parceiras no processo de ensino aprendizagem.

Embasada na Lei nº 9.394/96 – art. 31, na educação infantil a avaliação será contínua, formativa e processual, mediante a observação, o acompanhamento e registro do desenvolvimento da criança, sem o objetivo de promoção.

Instrumentos para avaliação da aprendizagem

I. Atividades e trabalhos escolares
As lições e trabalhinhos propostos objetivam levar a criança a desenvolver o hábito de estudo revendo assuntos trabalhados. Os pais devem orientar seus filhos, mas, nunca fazerem as tarefas por eles. Organize um horário e local apropriado para realização das lições de casa.
 
II. Projetos Pedagógicos
A aprendizagem surge da descoberta e da curiosidade natural do indivíduo pelo mundo que o cerca, portanto, a criança precisa de condições para experimentar, criar, construir e expressar-se livremente. Os conteúdos atraem as crianças quando estes motivam sua curiosidade e são significativos para elas. Daí o sentido das inúmeras atividades inseridas em projetos pedagógicos que objetivam oportunizar a criança, ampliar sua percepção de mundo, desenvolver os sentidos e as relações que mantêm entre si, além de exercitar as habilidades motoras, expressar ideias, emoções e sentimentos.

No decorrer do ano letivo, os projetos pedagógicos auxiliam a construção de conhecimento. A família deve incentivar a participação das crianças nos eventos.

III. Sondagem Curricular
Como mais um instrumento de coleta de dados para a avaliação na educação infantil, o Colégio aplica a cada semestre letivo uma Sondagem Curricular.
 
A avaliação na educação infantil é vista como um recurso indispensável, que permite o repensar da prática pedagógica e o acompanhamento das construções, produções e aquisições das crianças.
 
Após cada semestre letivo, os pais e/ou responsáveis pela criança, recebem um relatório descritivo do desempenho individual do aluno, com orientações aos pais, quando necessárias.

IV. Conselho de Classe
Art. 25 – O Conselho de Classe é o órgão de natureza consultiva e deliberativa, é constituído dos professores de todas as disciplinas, áreas de estudo ou atividades de cada série, coordenador de ensino, orientadora educacional e psicóloga escolar sob a presidência da Direção do Estabelecimento de ensino.
 
Art.26 – O conselho de Classe atuará como órgão consultivo da Direção em assuntos de natureza pedagógica, didática e disciplinar.
 
Art.27 – O Conselho de Classe reunir-se-á normalmente e de acordo com o número de classes existentes:

  1. Ao fim de cada bimestre letivo;

  2. Ao fim do ano letivo regular;

  3. Ao fim de estudos obrigatórios de recuperação;

  4. Extraordinariamente, sempre que convocado pela direção da Unidade Escolar.
Na Educação Infantil, O “Conselhinho” de Classe é realizado a cada final do semestre letivo, ou quando, de acordo com o regimento da instituição, se fizer necessário reunir.

NOSSOS PROJETOS

  • Projeto MonteArtes
  • Páscoa Solidária
  • Eco Clube
  • Clube de Xadrez
  • Projeto MonteArtes
  • Páscoa Solidária
  • Eco Clube
  • Clube de Xadrez
  • Projeto MonteArtes
  • Páscoa Solidária
  • Eco Clube
  • Clube de Xadrez
  • Projeto MonteArtes
  • Páscoa Solidária
  • Eco Clube
  • Clube de Xadrez